Home pipeline capital Como fazer um Pitch Deck vendedor!

Como fazer um Pitch Deck vendedor!

Esse artigo é o resumo do podcast Sob Controle da Pipeline

Em resumo, o Pitch Deck é como você “vende” a sua empresa, então tem que ser bem completo, tanto em conteúdo, como roteiro e design.

Vamos separar em etapas para facilitar o entendimento e a importância de cada uma.

Primeira parte: Apresentação e introdução.

  1. Capa: Tem que incluir o logo da empresa, slogan, e o tipo de captação (Aporte, venda, serie A, etc)
  2. Chamariz (1 slide): Esse slide é um “motivacional” para o investidor se interessar em ver o resto da apresentação. Pode ser uma frase, imagem ou dado. Por exemplo: “Brasil é o primeiro colocado em XXXX” e “XX% das pessoas não fazem XXX”
  3. Problema (2 a 3 slides): As pessoas são motivadas mais pela dor, então neste momento precisa mostrar o tamanho da questão que vai ser solucionada pela empresa e por que este problema é real e o efeito que tem nos clientes.
  4. Solução (2 a 4 slides): Nesta parte tem que explicar claramente o que é a solução da empresa e por que ela resolve o problema citado na parte de cima.

Segunda parte: Estruturação da solução

  1. Time e cap table (1 a 2 slides): Para muitos investidores o slide de time é um dos principais e ele pode definir a imagem da sua empresa, então pense bem em não somente como mostrar o time e o Cap Table mas quem vai aparecer no slide, Vão ser somente os lideres ou o segundo nível também, ou até mesmo mostrar alguém que é tecnicamente reconhecido ou simplesmente é reconhecido no meio. Tudo tem que ser analisado. Importante não coloque currículos enormes, foquem nas conquistas e highlights.
  2. Mercado (1 a 2 slides): Por incrível que possa parecer nem todas as empresas sabem exatamente em qual mercado se situam e o tamanho do mesmo. Para o investidor saber qual potencial da empresa é importante saber o tamanho real do mercado e a segmentação que a solução se encontra. Ter um mercado grande nem sempre é bom que pode ter muito concorrente, e os mercados de nichos tem que ser bem avaliados para ver se são realmente viáveis. (Importante ter a fonte)
  3. Concorrencia (1 slide): Mostrar a concorrência não somente demonstra que tem um conhecimento grande do mercado e dos seus riscos, como também para mostrar o diferencial da sua empresa.

Terceira parte: Por que a sua empresa é incrível!

  1. Conquistas: (1 slide): Importante ressaltar as grandes conquistas da empresa, podem ser artigos, prêmios, rankings, ou até recomendações.
  2. Clientes (1 slide): O qualidade de sua carteira de clientes e parceiros tem o poder de ilustrar o tamanho e solidez da sua empresa.
  3. Diferencial da empresa (1 slide): Nós chamamos este slide da cereja do bolo. O objetivo dele é procurar o maior diferencial da sua empresa que consiga demonstrar com uma frase ou imagem. A meta é que está é a informação que tem que ficar grudada na cabeça do investidor.

Ultima parte: Financeiro!

  1. Resumo financeiro (1 a 5 slides). Qualquer investidor vai olhar para a performance da empresa pra ver se ela dá ou não retorno.. É muito importante mostrar as projeções de Receita, EBITDA, CAC (custo de aquisição do cliente) e o LTV (Life Time Value). Em alguns casos, numero de clientes e ticket médio também são bastante relevantes para suportar as teses de crescimento.
  2. Histórico financeiro (1 a 5 slides): Então, mostrar o histórico da empresa a as projeções muito bem embasadas são o arremate final para convencer o investidor que o negócio dele tem valor. O Balanço patrimonial também pode ser inserido para dar mais visibilidade da saúde financeira da empresa (se está endividada ou não, capital de giro, etc).
  3. Requisitos do investimento e valuation (1 a 3 slides): Depois de convencido a comprar sua empresa, ou uma fatia dela, o investidor vai te perguntar: “Quanto você precisa de investimento e pra que? Qual a finalidade da captação? Será cash-out? Será cash-in?”. Todas essas respostas tem que estar endereçadas nestes slides.
  4. O ultimo slide é somente uma contra capa com os dados dos gestores e advisors e um agradecimento.

O Deck não deve ser muito extenso, especialmente para empresas de pequeno e médio porte. Os investidores são objetivos, e cobrindo os pontos discutidos anteriormente, já deveria ser o suficiente para despertar o interesse dele. Se houver interesse, rodas de interação com a administrarão podem ser agendadas para tirar algumas dúvidas mais técnicas.

O post Como fazer um Pitch Deck vendedor! apareceu primeiro em Pipeline.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here