Home Notícias Como funciona a mensuração de conversão do online para o offline

Como funciona a mensuração de conversão do online para o offline

158
0
CLoseup of measuring tape

Se você já realizou o seu próprio cadastro em alguma loja física com a pessoa que estava te atendendo, provavelmente em algum momento deve ter ouvido a pergunta: “como você nos conheceu?”, certo? Essa foi uma das maneiras encontradas pelos comércios para tentar entender de onde seus clientes e suas conversões vieram, considerando também as conversões digitais que foram realizadas.

Mas por não ser considerado um método tão eficaz e não trazer resultados completamente assertivos, muitas incertezas e dificuldades apareceram no meio do caminho – o que faz com que algumas empresas até mesmo desistam de investir em mídia digital por não terem um processo eficiente na hora de medir sua performance.

E é a partir desse cenário que surge a dúvida: será que é possível mensurar a quantidade de conversões (vendas) do seu negócio geradas por meio de uma campanha digital, mas sem a existência de uma loja virtual? Se você está com esse problema, temos uma ótima notícia… é possível resolvermos isso!

Para o anunciante que possui um comércio eletrônico, o termo mensuração já é bastante conhecido e utilizado. Afinal, nesse meio existem diversas formas de mensurar o resultado de uma campanha e eles estão evoluindo cada vez mais. Mas como realizar o processo de maneira tão eficiente também em uma loja física? A mensuração de conversões do on para o offline é uma solução que está há um bom tempo no mercado, mas que nem todos possuem conhecimento – ou nem mesmo sabem utilizá-la.

 

O QUE É UMA CONVERSÃO OFFLINE, AFINAL?

Às vezes, um anúncio online não leva o consumidor diretamente a uma venda em plataformas digitais, mas, ao invés disso, conduz o cliente por um caminho que pode chegar até uma venda no offline, como encontrando o representante da marca pessoalmente ou por telefone. As conversões offline, portanto, avaliam o que acontece depois que o anúncio resultar em um clique ou em uma ligação para a empresa.

Tomando como exemplo o Facebook, a conversão offline pode ser definida como a forma de um anunciante mensurar conversões que ocorrem em sua loja física, mas que se iniciaram a partir de um anúncio da rede social.

 

E COMO FUNCIONA ESSA ATRIBUIÇÃO?

O processo de mensuração de conversões (vendas) offline deve passar por algumas etapas essenciais. Vamos levar em consideração, de novo, o exemplo do Facebook. Como ele funciona? Confira:

  1. Ao veicular um anúncio na rede social, você impacta diversos usuários que podem ver e até mesmo clicar no criativo;
  2. Depois de ser impactado, o usuário pode direcionar-se até a sua loja física e realizar uma compra (conversão). Nesse ponto, é importante que ele possua um cadastro que contenha, preferencialmente, o mesmo e-mail usado no Facebook. Caso não seja o mesmo, o matching de informações só dará certo se o número de celular do cliente também estiver vinculado à rede. Manter esses dados do cliente sempre atualizados é fundamental, pois será através deles que o Facebook conseguirá identificar o usuário no meio de todos os outros que foram impactados pela sua campanha.
  3. Depois de realizada a compra, é hora de importar um arquivo com os dados da compra na plataforma do Facebook;
  4. Com o processo concluído, basta aguardar o Facebook realizar o matching entre as bases, que resultará em um percentual de resposta. Além do percentual, é possível saber o seu número absoluto.

Um ponto muito interessante é a possibilidade de criar públicos de look-a-like e de remarketing com recência. Assim, você pode ampliar o seu target com base em usuários que realizaram uma conversão, além de ter a possibilidade de impactar novamente o usuário que já realizou uma compra com promoções novas ou, até mesmo, produtos complementares ao que foi adquirido – por exemplo, um par de meias para quem comprou um tênis.

 

E aí, vamos mensurar?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here