eMarketer: 5G vai borrar a fronteira entre varejo físico e digital

2 mins read

A partir de um cenário em que mesmo com a turbulência de 2020, o varejo online cresceu, o setor de varejo como um todo deve seguir crescendo também em 2021. Com os esforços de transformação digital acelerando, os investimentos em infraestrutura digital devem crescer este ano. E como as redes 5G estão, finalmente, começando a decolar, a tecnologia pode trazer mudanças positivas para o varejo a curto e longo prazo.

 

Os varejistas investirão em 5G para aprimorar a experiência do cliente, tanto na loja quanto online. Os aplicativos e sistemas de pagamento AR / VR serão os beneficiários do lado do cliente. As operações da loja, como gerenciamento de estoque e atendimento, serão reforçadas por investimentos em sistemas de dados / análises da loja e internet das coisas (IoT), incluindo sistemas de visão computacional (computer vision).

 

De acordo com uma pesquisa da Splunk de janeiro de 2020, 21% dos gerentes de TI e negócios de varejo em todo o mundo disseram que os serviços 5G estavam atualmente em uso por sua organização. Cerca de 63% esperavam que sua empresa adotasse os serviços 5G no futuro.

 

 

O varejo parece estar lado a lado com outras indústrias quando se trata de usar os serviços 5G, acompanhando a manufatura, os serviços financeiros, a saúde e o setor público.

 

A conclusão geral sobre o 5G no varejo é esta: o foco principal dos varejistas será como as experiências na loja estão evoluindo em um ambiente pós-pandêmico, enquanto as fronteiras entre os mundos digital e físico estão se confundindo.

 

Os consumidores que se acostumaram a compras online, streaming de vídeo e mídia social também estão se envolvendo com centros de distribuição e lojas físicas. A conexão invisível e contínua entre o varejo físico e digital habilitada pelo 5G sem fio trará uma série de oportunidades interessantes.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.