Home Notícias Tesla Motors entrega mais de 50 mil carros em 2015

Tesla Motors entrega mais de 50 mil carros em 2015

Carros a bateria pareciam coisa de um futuro distante há poucos anos. Quando a Tesla Motors (https://www.teslamotors.com), indústria de carros elétricos do milionário e gênio da inovação Elon Musk (criador do Pay-Pal e sócio fundador da Space-X, entre outros empreendimentos), foi fundada nos Estados Unidos em 2003, parecia uma iniciativa excêntrica de um homem rico igualmente excêntrico.

Em 2015, a companhia entregou mais de 50 mil modelos aos consumidores norte-americanos. Um marco para a empresa, sem dúvida, mas também um marco transformador para uma indústria que passa por uma das maiores transformações tanto tecnológicas, como também de modelo de negócio em todo o mundo.

Hoje não companhia fabricante de automóveis que não busque solução alternativa de combustível para seus novos lançamentos, pressionadas pelas questões ambientais, regulamentações governamentais cada vez mais rígidas, além de uma crescente consciência dos consumidores em busca de soluções menos poluentes e agressivas ao meio ambiente.

A Tesla Motors é sem dúvida a mais bem-sucedida nesse desafio e um exemplo de sucesso (a companhia é lucrativa) em que a ousadia e a inovação em prol de descobertas que de fato possam ser transformadoras, podem também ser um bom negócio para seus investidores.

Os motores elétricos no início eram pouco potentes e de baixo torque. Hoje, graças ás pesquisas da Tesla, atingiram um grau de performance perfeitamente competitivo com os motores a gasolina e álcool.

Elon Musk investe agora numa gigantesca fábrica de baterias renováveis. Uma empreitada de bilhões e ainda alguns anos para ser bem-sucedida na tarefa de criar uma força propulsora para máquinas e equipamentos (não só para automóveis), que revolucione tudo o que conhecemos como gerador de energia sustentável e não poluente.

Inovação é o nome desse jogo. Em que é preciso investir muito, durante muito tempo. Mas como prova Musk, o resultado pode mais que compensar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here