Home Notícias Artigos Quem na sua empresa centraliza a estratégia de mobilidade? O que essa...

Quem na sua empresa centraliza a estratégia de mobilidade? O que essa pessoa está fazendo?

66
0

Já está claro que o mundo nunca mais será como antes. Imagine viver hoje sem Waze, Whatsapp e Spotity. Ou, viver sem Youtube, Snapchat, Periscope e Facebook? Vamos ao mais básico, vai. Viver sem câmera fotográfica e o Instagram. Nossa vida pessoal mudou. Mas nossa vida no trabalho não mudou tanto. Pelo menos o potencial de mudança ainda não foi alcançado.

Quantas vezes você se pegou fazendo fotocopias de papeis? Quantas vezes seu vendedor teve que deixar o cliente esperando para ir até o computador digitar milhares de comandos, apenas para confirmar um preço? Ou quantos hospitais você já foi, em que as enfermeiras ficam andando com pranchetas e papeis sobre cada paciente? No banco, quantas vezes você se viu diante do gerente que fica mais tempo digitando e batucando no teclado do que realmente te dando atenção? Na verdade, já existem soluções prontas para mudar essa realidade.

Essas soluções são Apps. Sim. Apps. Imagine a mesma facilidade com que você interage com a App do Instagram sendo aplicada a uma rotina de seu trabalho. Imagine seu médico tendo seu prontuário num ipad e com isso toda a atenção dele deixa de ser digitar no PC para passar a te examinar. Imagine que o vendedor da loja ao seu lado possa ver se tem calça jeans do seu tamanho no estoque e ainda te indicar qual camisa cai bem com aquela calça. Imagine agora, que todas essas Apps focadas no dia-a-dia específico de cada função da sua empresa sejam totalmente intuitivas.

Nunca mais serão gastos dias e recursos com treinamentos. Isso mesmo. As Apps têm como característica intrínseca serem intuitivas. Ninguém faz treinamento para usar a App do Facebook. Os gastos com central de suporte serão os mesmos que o Twitter gasta com sua central de suporte, ou seja, nenhum gasto. Quantas vezes você ligou no último ano para o 0800 do Twitter para tirar uma dúvida?

Em anos de economia retraída, faz-se necessário corte de gastos e custos. Hoje, a adoção de Apps para os funcionários trabalharem tem sido um investimento que se paga rapidamente, pelo aumento da produtividade do funcionário, redução de gastos e melhoria na experiência do cliente final.

Agora fica a pergunta: quem na sua empresa centraliza a importante missão de criar a estratégia de mobilidade?

Mostre este artigo para essa pessoa e ajude a sua empresa a ser inovadora usando Apps no dia-a-dia de trabalho.

E por que não fazer também um vídeo para este artigo? Com a tecnologia, nada é impossível. Veja o vídeo em que falo a respeito aqui abaixo:

Previous articleAgentes cognitivos: afinal, de que planeta são eles?
Next articleBig Data está transformando tudo
Henrique von Atzingen é formado como técnico em Informática pelo CEFET-MG, administrador pela UFMG, pós-graduado em Marketing pelas Fundação Getulio Vargas e Fundação Dom Cabral, e possui curso de formação executiva da IBM em Boston com professores de Harvard. Atua há mais de 18 anos no mercado de TI no Brasil. Liderou equipes de vendas regionais e nacionais. Na IBM foi executivo Brasil da Unidade de Servidores e Infraestrutura, hoje é Head de Mobilidade na companhia, onde é responsável pela parceria entre IBM e Apple no Brasil. Além disso faz mentoria de startups como trabalho voluntário sendo membro do Board of Advisors da Ideation Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here