Qual será a próxima startup de R$1Bi?

Por Ricardo Kubo | 21 Abril 2016

A busca do novo, a energia das equipes e aquela mistura de ousadia com inocência … não tive como resistir, reaproximar-me do mundo de startups é simplesmente o máximo.

Tenho mentorado algumas startups, o aprendizado é mútuo com certeza. Agora a adrenalina de participar de um Hackaton é divertidamente especial. Tive a minha primeira experiência nos dias 16 e 17 de abril no AngelHack, a maior série de Hackatons do mundo, onde sua versão São Paulo foi dentro da IBM. Para os participantes, quem não sonha ir ao Vale do Silício e acelerar sua empresa?

Interagir com os 220 participantes entusiasmados e uma overdose de algumas dezenas de ideias é extremamente enriquecedor. O gostoso de mentorar é estar diante de uma potencial ideia de R$1Bi e ter o real interesse pelas pessoas para contribuir. Quando participei de startups, a ousadia de desafiar barreiras e criar o novo era empolgante. Por outro lado, sempre tive um executivo experiente ao lado, que conecta as ideias à realidade de mercado desde: modelo de negócios, posicionamento de produto e até acesso a investidores. Hoje, eu me encontro no chapéu do “tiozinho” que contribui com o posicionamento do produto.

Estamos vivendo uma nova onda de criação de negócios, onde a democratização de acesso à tecnologia, como mobilidade e plataformas de desenvolvimento, como serviços (PaaS como o Bluemix), facilita a criação de micronegócios. Ainda há de surgir muitos serviços e produtos que hoje não conhecemos. Até a barreira de divulgação de um novo produto, o contágio emocional pode ser um catalizador para o mundo digital na forma de viral a baixo custo.

vídeo: do meu amigo Hvon.

Temos muito a aprender com a troca de ideias entre gerações, isso é cíclico, muitos dos participantes endereçavam dores antigas vividas pelos varejistas. Partindo da visão de consumidores, que todos nós somos em algum grau, para dizer como acreditam que os problemas deveriam se resolver, desde um atendimento com qualidade até a análise de fluxo em loja. Temas que existem muitos estudos já realizados, mas a “inocência” permite questionar o status quo. Não deveria ser sempre assim?

Para os designers de plantão, empatia pelo usuário não é novidade. Mas para as equipes aqui do hackaton, algumas com ótimas ideias, a falta de um Designer poderia ser determinante. Por outro lado, neste mundo onde o consumidor está viciado em tecnologia, ter um excelente time de desenvolvimento é essencial. De fato, times multidisciplinares são peças-chave da equação.

Screen Shot 2016-04-21 at 11.40.36

Com mais de 30 APIs disponíveis no Bluemix, o evento fomentava o uso de computação cognitiva para a criação de ideias. A criatividade voa muito mais longe com essa nova era de computação em nossas mãos. Sinto que o futuro é dos múltiplos novos negócios que ainda vão surgir, alguns chamam de micronegócio, outros de startup ou simplesmente pequeno negócio.

Para quem tem uma ótima ideia e deseja se aventurar num novo negócio… se for para compartilhar uma dica, coloquem esta equação nos corações:

Quem sabe a próxima startup de R$1Bi não seria uma ideia que você poderia desenvolver? Termino este artigo com um simples #ficaAdica !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Análise preditiva para o seguro

Segurança de dados e a incessante batalha para reduzir fraudes têm sido uma das grandes batalhas dos gestores das bases de informação das corporações. Além disso, prever o comportamento de usuários ou consumidores que possam representar risco é hoje tarefa não só possível como indispensável. Neste White Paper entenda como endereçar ambas as situações.

Análise Preditiva para o Seguro (203 downloads)

Artigos Relacionados