Home Notícias Ok, você tem medo do Marketing Cognitivo. Veja como perdê-lo.

Ok, você tem medo do Marketing Cognitivo. Veja como perdê-lo.

5
0
A beautiful young Caucasian woman in her twenties peeking through her fingers.

Os que já sabem o que é marketing cognitivo, podem pular para o terceiro parágrafo. Os que não sabem, sigam conosco aqui…

Marketing Cognitivo nada mais é do que usar dados e informações altamente precisas, captadas por máquinas e programas avançados, para otimizar os resultados de seus produtos e suas marcas no ambiente de mercado real. Chama-se cognitivo porque essas plataformas tecnológicas podem hoje interagir e conversar com os humanos de forma a ouvir e falar conosco de maneira íntima e natural. Conhecendo a gente. Daí a expressão cognitiva (que quer dizer relativo a adquirir conhecimento). É só isso.

Para que essa prática se transforme em algo do seu dia a dia e não num bicho de sete cabeças, aqui vão sete dicas básicas:

1. Uma breve leitura na internet e aqui mesmo no Innovation Insider vai atualizar você sobre esse conceito e essa prática e você vai ver que ele não tem nada demais. É exatamente o que vem fazendo desde sempre no mundo do marketing, só que agora com ajuda de sofisticados programas digitais. Ponto.

2. Esses sofisticados programas digitais são capazes de identificar informações altamente precisas de seus consumidores e do comportamento do mercado (e até de seus concorrentes) e colocar essas informações para trabalhar para você e seus objetivos de mercado.

3. A vantagem desse novo jeito de fazer marketing é que ele é mais assertivo, mais eficaz, assegura um investimento mais rentável para sua verba e todos os seus outros recursos de marketing, pode ser ajustado com muita rapidez caso o caminho se prove inadequado por qualquer motivo, além de trazer métricas variadas de controle para sua mesa em tempo real, permanentemente;

4. O Cognitive Marketing precisa estar fundamentado sobre ferramentas de tecnologia confiáveis e provadas, para você e seus projetos não se transformem em prova de teste para provedores que ainda não têm um track record sólido de operação e entrega real, portanto, informe-se bem antes de adotar qualquer ferramenta nessa área;

5. A novidade ajuda você a mapear com um detalhamento até então inconcebível, a tal jornada do seu consumidor. Assim, entenda que Cognitive Marketing é sinônimo de estar ao lado do seu público-alvo de forma permanente e se relacionando com ele de um jeito personalizado, pessoal e único;

6. Vale a pena você pensar seriamente em ter uma pequena equipe, que pode começar com uma única pessoa, mas que possivelmente terá outras em algum momento próximo, para ser sua base operacional e até estratégica para a adoção de plataformas de Marketing Cognitivo. Essa pequena equipe deverá trabalhar com seu pessoal de TI e os fornecedores que serão trazidos para a operação, os provedores da tecnologia e seus serviços;

7. Por fim, voltemos ao início: não há mais como qualquer gestor de marketing prescindir hoje de ferramentas de Cognitive Marketing. Informe-se sobre elas e mãos à obra.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here