O impacto do Marketing na Era da Disrupção

Por Innovation Insider | 03 outubro 2017

Cerca de ¼ de cada centavo investido em marketing hoje no mundo já é investido em tecnologia. Os budgets de marketing em tecnologia ultrapassam atualmente os budgets das áreas de TI nas companhias.

Para Martin Sorrell, em declaração há 4 anos no evento MIXX, do IAB/US em Nova Iorque, a indústria da propaganda é agora uma indústria de tecnologia. De lá para cá, essa verdade só ficou várias vezes maior.

A disrupção digital se transformou em nossos dias em um modelo operacional embedado em todas as dinâmicas operacionais e estratégicas corporativas e em uma constante em qualquer fórmula de desenvolvimento de negócios na área do marketing.

Scott Gallaway, CEO e fundador da empresa de pesquisas L2, recentemente adquirida pelo Gartner, criou uma expressão que chama de “algoritmo de valor”, que conceitua parte desses movimentos transformacionais pelos quais passamos. Para ele, dados e tecnologia são atualmente a base para as ações de inteligência de marketing, são eles os grandes responsáveis por criar experiências e inter-relacionamentos de valor entre consumidores, marcas e empresas.

Profissionais do Gartner tem trazido ao mercado conceitos e conclusões de fundo importantes para o enriquecimento das reflexões sobre o presente e o futuro do marketing e dos negócios.

Jake Sorofman, VP de pesquisas do instituto, acredita que todas as tarefas de relevância estratégica das companhias, incluindo aí o marketing, deverão ser automatizadas. Que o novo normal para profissionais de marketing é o permanente estado de transformações e mudanças. E ainda que já é hoje e será cada vez mais cotidiana a relação entre marqueteiros, máquinas e “coisas” tecnologicamente conectadas.

Para os especialistas do Gartner vivemos e viveremos crescentemente a era das experiências em marketing e a intermediação da voz no comando da Internet das Coisas é uma tendência dominante para os próximos anos (acabando com a liderança das telas como intermediadora dessa interação).

A Internet das Coisas vai expandir exponencialmente seus limites, apontam esses pesquisadores, e em 2020, preveem eles, cerca de 25% de todas as transações de comércio no mundo terão sido originadas de um aparato conectado, uma “coisa”.

Complementam ainda que, apesar de toda essa escalada da tecnologia, dos algoritmos, das máquinas e das “coisas”, que seguirá sendo o fato humano o grande diferencial competitivo das companhias e marcas em suas estratégias de mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

GUIA DEFINITIVO DE MARKETING DIGITAL

Encontre todos os itens de planejamento, execução e controle do seu plano de marketing digital e otimize seus resultados.

Digital-Marketing-Assessment-Ebook.pdf (184 downloads)

Artigos Relacionados