O avanço do marketing tá na cara!

Por Pyr Marcondes | 17 outubro 2017

Facial Recognition é a tecnologia de reconhecimento da identidade pessoal e, cada vez mais, do humor e do comportamento dos consumidores, que passa a auxiliar o marketing de uma maneira que não se imaginou em passado nem tão distante assim.

A evolução desse tipo de tecnologia é evidente e de experiências desenvolvidas em ambientes controlados e de teste, a tendência evolui para mais e mais cases implantados com sucesso nas práticas mercadológicas.

Facial Recognition pode já, hoje, na real e na prática, fazer o seguinte:

1. Reconhecer um a um cada consumidor no ponto de venda, com detalhes como gênero e idade;

2. Oferecer alternativas de produtos e serviços personalizados;

3. Apresentar comunicação publicitária dirigida e personalizada;

4. Determinar se o consumidor está ou não de fato interessado em comprar;

5. Se está de bom ou mal humor;

A controvérsia que se abre diante de tecnologia tão inédita e tão poderosa é até que ponto as empresas poderão utilizá-la sem ser invasivas.

O código de ética e de melhores práticas não existe ainda e será na prática, entre acertos e abusos, que ele será gerado.

Artem Kurahenko, sócio fundador da empresa especializada em facial recoghnition NTechLab declaro ao portal ReadWrite: “I think that there is nothing wrong with the fact that the business is trying to better understand the perception of its marketing message to customers. They study the demand and the business has been doing this for the whole history of mankind. Right now, using information from beacons and WiFi routers they aggregate huge amounts of information about you: where you live, buzz, what places you visit. By analyzing your online profile large aggregators collect all the information about your preferences and hobbies. Thus, the analysis of the emotional-demographic profile is the norm for the modern world.”

É uma visão de quem está envolvido no desenvolvimento da nova tecnologia até o pescoço.

Vamos ver como essa questão evolui e como, principalmente, os consumidores vão reagir a ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Guia Básico de Data Driven Marketing

Artigos Relacionados