Home Notícias Artigos Marketing Digital Básico: 3 coisas que se você ainda não faz, xiiii...

Marketing Digital Básico: 3 coisas que se você ainda não faz, xiiii véi!

178
0
Multiethnic Group of People Meeting with Symbol

Há as grandes tendências do marketing digital. São elas Inteligência Artificial e sua versão mega-útil que é o Machine Learning, IoT, AR/VR, robótica, 5G, blockchain e algumas outras mais. Todas já chegando, mas ainda não mainstream.

Há no entanto uma série de outras atividades/plataformas/disciplinas e práticas que, essas sim, já estão (ou deveriam estar) no nosso dia a dia profissional.

Vou listar sumariamente algumas aqui, que se você ainda não as utiliza ou nem sabe direito o que é, meu caro/minha cara, você tem pobrema. Pobrema sério.

Vamos lá:

Dados/Big Data – você tem porque tem que estar usando dados para fazer algumas das atividades que seguem: mídia programática, segmentação de audiências, inteligência de negócios (BI), personalização de conteúdos e mensagens de comunicação e ofertas no seu e-commerce. Isso é hoje o clássico. Você pode até não ter dominado essas “inteligências” todas como um máster mega blaster, mas se você já está se utilizando de dados em algum momento e em alguma das duas atividades de marketing digital, ufa, você pelo menos já começou a entrar na base de tudo sobre o que o marketing digital se suporta. Tudo em digital é dados. Você não poderá, jamais, ficar de fora deles.

Programática – bom amigo (a), se você ainda não usa programática para comprar e distribuir sua comunicação digital na web, você está perdendo a mais eficaz e rentável ferramenta de otimização de mídia que o homem jamais inventou até hoje. Sei que você tem ligo por aí que o mundo da automação em mídia anda meio porco e podre. Eu mesmo já escrevei mais de dez textos sobre isso. O que não quer dizer que, se bem utilizado e se administrado de forma tecnicamente acurada e precisa, essa ferramenta não seja a maravilha do século no mundo da mídia. Use sim. Use com cuidado, mas nem pense em ficar de fora, ok?

Mobile – tem uma coisa que é você ter a versão mobile do seu site positivo e operante. E tem outra coisa que é você ter já experimentado não só a beleza dos apps, como a assertividade da geolocalização via mobile, features fundamentais do mundo da mobilidade. Segundo pesquisa da PontoMobi, o Mobility Index, é surpreendente o número de empresas, grandes inclusive, que ainda não tem interfaces de comunicação e interação mobile friendly. Se você está nesse grupo, preocupe-se. Mas preocupe-se muito, porque mobile é já a maior parte da navegação web e você está perdendo dinheiro e oportunidades de montão se não tem o basicão positivo e operante. Mas o sarrafo básico está já, agora, um pouquinho mais alto que isso. Você tem sim que ter experimentado algum app em sua estratégia de marketing digital. Se ainda não testou, sai testando ontem. Porque são eficazes e sem dúvida altamente rentáveis (se concebidos de forma estrategicamente inteligente e não só fazer por fazer, por favor).

Previous articlePersonalização: além de um nome 2017
Next articleeMarketer: 6 tendências de vídeo para 2018
Pyr Marcondes é jornalista, consultor e autor. Foi repórter da revista IstoÉ, Jornal da Tarde e Playboy. Foi diretor editorial para o Grupo Meio & Mensagem desde a década de 90. Foi Sócio e Diretor de Criação na agência de publicidade Grottera & Cia. (TBWA) durante 10 anos. Foi Country Manager do portal StarMedia no Brasil. Co-fundador e CEO da Digital Strategy, consultoria pioneira em marketing e comunicação digital no País. Co-Fundador e Diretor de Marketing da FUN Generation, empresa de mobile marketing. Co-Fundador e Diretor da Superbrands Brasil (2005/2009). Consultor adjunto da BrandFinance, consultoria de marcas inglesa (2004/2005). Foi Diretor-Geral da Plataforma Proxxima, de marketing e comunicação digital do Grupo M&M. É hoje Diretor Geral da M&M Consulting, empresa de consultoria e negócios para a indústria do marketing digital. Pyr Marcondes é autor de inúmeros livros sobre história da propaganda e sobre marcas. É hoje referência na indústria digital brasileira. É palestrante, membro de conselhos e consultor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here