Marketing Cloud: o que é e quais os benefícios para sua empresa

Por Innovation Insider | 28 setembro 2015

Nos últimos anos temos visto um crescimento explosivo no setor de tecnologias para marketing, fazendo com que a empresa de pesquisa Gartner previsse sua hoje já famosa projeção de que os CMOs irão gastar mais do que os CIOs em TI até o ano de 2017. Com a ascensão do consumidor conectado e a importância das paltaformas de busca e mídias sociais na trajetória de sua decisão de compra, o caminho tradicional para conversar com esse comprador foi dramaticamente dificultado.

Agora, é muito mais difícil do que antes envolver os consumidores na sua viagem que vai desde “ver o produto” até “comprar o produto”, uma vez que hoje esse percurso é errático, depende de cada usuário e ocorre em um número enorme de canais diferentes. Isso inclui os motores de busca (SEO), páginas na web, blogs, mídias sociais, anúncios digitais tradicionais (display ads), conteúdos providos pelos anunciantes e pelo comércio eletrônico (branded content e native advertising), além do tradicional e-mail marketing.

Como a complexidade para atingir os consumidores aumenta, para atingir suas metas e otimizar vendas, as marcas hoje não tem nenhuma outra opção a não ser confirmar a projeção do Gartner, ou seja, investir mais e mais em tecnologias para marketing.

Esse investimento crecente visa retirar as “advinhações” e “aproximações” antes clássicas, do tipo, “mulheres AB”, para atingir um nível de precisão que pode chegar ao perfil indiviudal e único de cada consumidor. Daí a função da tecnologia e da automação do marketing.

Chama-se de Marketing Cloud o conjunto de alternativas, ferramentas, softwares, plataformas e tecnologias que se aglutinam “na nuvem”, ou seja, em poderosos servidores remotos e avançadas ferramentas de gestão tecnológica, tudo no formato de software as a service – SAS.

Ou seja, sua empresa pode ter acesso a todas essas soluções sem necessariamente ter que comprá-las num pacote fechado como antes se costumava fazer. Basicamente, essas tecnologias são integradas, geridas por poderosas plataformas distantes do seu escritório (muitas fora do País) e você as “aluga”. Você as usa, não as adquire verdadeiramente.

Quando falamos então de marketing cloud estamos falando do uso de um sem número de soluções de automação de marketing que cumprem a função da sgmentação com alta eficácia e alta performance, algo que só máquinas e algoritmos em tempo real conseguem.

Há inúmeras opções para se fazer essa tarefa, todas paltaformas integradas (as conhecidas suites), com suas diferenciações e benefícios, podendo ser adaptadas a cada necessidade específica de cada estratégia de marketing.

De um modo geral, esse conjunto de alternativas tecnológicas está agrupado em quatro grandes sub-conjuntos:

  1. Multi-Channel Marketing Automation – para publishing e promoção de conteúdos que, nos canais dos provedores de conteúdo (portais, sites verticais, blogs e até mesmo em páginas proprietárias dos anunciantes), otimizam o engajamento do público-alvo. Hoje, tudo isso tem sua maior distribuição via redes sociais e via mobile.
  2. Content Marketing Tools – funciona integrada com a gestão dos multi-canais já que auxilia na criação, produção e gestão dos conteúdos a serem distribuídos nesses canais;
  3. Social Media Tools – ferramentas de gestão e engajamento do público-alvo nas redes sociais, permitindo conversações e interação com os consumidores em tempo real e de forma customizada;
  4. Analytics Platforms – mensuração de tudo isso de forma altamente precisa, sob a gestão de algoritmos infalíveis, em tempo real, mostrando tudo o que está funcionando e o que não está, permitindo assim as eventualmente necessárias correções de rota no tempo mesmo em que as ações estão em curso.

A boa notícia é que o mercado tem hoje a sua disposição certamente a ferramenta correta para a soluções de vários dos desafios de marketing digital das empresas. A má notícia é que a gestão desse conjunto de alternativas é algo altamente complexo e que dificilmente se faz exclusivamente dentro de cada. Sua equipe de marketing, com suporte das equipes de TI, certamente poderá fazer as escolhas, mas sua empresa vai precisar de terceiros para fazer todas essas ações de forma a otimizar performance e assegurar os resultados almejados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Guia Prático para endereçar as principais tarefas do CMO digital

São muitas as tarefas que o CMO digital tem hoje pela frente. Organizá-las, sem esquecer sua complexidade, exige um Guia.

Guia Prático para endereçar as principais tarefas do CMO digital (228 downloads)

Artigos Relacionados