Home Notícias Artigos Experiência: a última fronteira do marketing 5.0

Experiência: a última fronteira do marketing 5.0

170
0

Depois do marketing 5.0 virão outros marketings. Mas vamos com calma, porque nem entendemos direito o marketing 2.0.

Marketing 2.0 é a interação absoluta, omnichannel, resultante da disrupção de toda a cadeia de consumo e das marcas. Meio que essas coisas estão se tornando uma coisa só, consumidores invadindo definitivamente a gestão das empresas, como se fossem seus verdadeiros CMOs e as paredes entre as companhias e o corpo social começando a desmoronar. Esse é o cenário atual, em consolidação.

Mas isso ainda é marketing 2.0. Que já é estonteante. Falar de marketing 5.0 parece meio delírio, então, certo? Aliás, o que é marketing 5.0? E porque é a experiência a sua última fronteira?

Explico rapidinho pra você.

O marketing 5.0 está surgindo de mansinho, mas de forma irreversível e arrasadora, no despertar do mundo da conectividade exponencial. A conectividade exponencial será real e mainstream quando o 5G se tornar ele próprio mainstream. 5G é a conectividade de todas as coisas, a Internet das Coisas full, e ela está já aí, batendo na sua porta.

Em 2020, que é amanhã de manhã, vamos assistir a mais conectada Olimpíada de todos os tempos e o Japão está se preparando para dar um soco na cara do mundo sobre o que pode ser feito no âmbito da conexão de um evento que ocorre no mundo físico, mas que ocorrerá, simultaneamente e de forma planetariamente amplificada, também no ambiente digital.

Ali não teremos ainda o 5G full, mas teremos já uma ligação inédita entre a experiência do mundo físico integrado ao fluido mundo digital, algo que nunca vimos antes.

O marketing 5.0 é o marketing anabolizado pelo 5G. E a experiência é sua última fronteira porque será ela a canalidade e a expressão mais impactante e definitiva dessa interação. Será através da experiência que vamos viver e vivenciar algo que na verdade integra várias realidades, a virtual, a física, a aumentada e todas as demais realidades que você puder imaginar.

As marcas jamais serão as mesmas após essa interação absoluta e será na experiência que se dará a parte mais tangível de toda essa transformação. O consumo não será mais consumo, será experiência. As marcas não serão mais marcas, serão experiências. Os produtos não serão mais produtos, serão experiências. Percebe?

Te convido a perceber. Porque vai ser assim que vai ser.

Previous articleComo calcular o ROI do Design e da UX?
Next articleO avanço do marketing tá na cara!
Pyr Marcondes é jornalista, consultor e autor. Foi repórter da revista IstoÉ, Jornal da Tarde e Playboy. Foi diretor editorial para o Grupo Meio & Mensagem desde a década de 90. Foi Sócio e Diretor de Criação na agência de publicidade Grottera & Cia. (TBWA) durante 10 anos. Foi Country Manager do portal StarMedia no Brasil. Co-fundador e CEO da Digital Strategy, consultoria pioneira em marketing e comunicação digital no País. Co-Fundador e Diretor de Marketing da FUN Generation, empresa de mobile marketing. Co-Fundador e Diretor da Superbrands Brasil (2005/2009). Consultor adjunto da BrandFinance, consultoria de marcas inglesa (2004/2005). Foi Diretor-Geral da Plataforma Proxxima, de marketing e comunicação digital do Grupo M&M. É hoje Diretor Geral da M&M Consulting, empresa de consultoria e negócios para a indústria do marketing digital. Pyr Marcondes é autor de inúmeros livros sobre história da propaganda e sobre marcas. É hoje referência na indústria digital brasileira. É palestrante, membro de conselhos e consultor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here