Conversation Marketing: máquina de diálogo e vendas

Por Innovation Insider | 04 julho 2016

Conversas sempre foram o centro de serviços aos clientes e do envolvimento das marcas com seus consumidores. Ocorre que com a proliferação das novas tecnologias digitais, a revolução dos dispositivos móveis e dos aplicativos de mensagens essa conversação foi anabolizada como nunca.

Para o marketing das companhias isso se tornou uma excelente oportunidade de conhecer melhor os usuários e consumidores de seus produtos e marcas. Mas tornou-se também um excelente momento para otimizar resultados em todo o funil de conversão do varejo.

Conversation Marketing, como o próprio nome autoexplicativo trata de revelar, é o marketing de conversação hoje instrumentalizado pelas ferramentas tecnológicas. A partir de agora, é possível para as marcas se envolver em diálogos mais personalizadas com seus clientes em qualquer lugar e a qualquer hora. E em qualquer ponto da trajetória de compra.

As empresas estão integrando cada vez mais seus serviços de chat e mensagens móveis, tais como WhatsApp, Facebook Messenger e outros, além de funcionalidades cada vez mais disseminadas de chat bots (máquinas e softwares que conversam online com o público-alvo) em suas ofertas de venda, para que os clientes possam fazer qualquer demanda online, agilizando as tarefas diretamente ligadas à pesquisa e compra, além de esclarecimentos sobre uma série sem fim de informações sobre os produtos, seus atributos informações técnicas.

O Conversation Marketing amplia as possibilidades de ofertas em tempo real diretamente para o consumidor em seus momentos mais ótimos de conversão. É uma máquina de diálogo em tempo real.
E o que são os códigos de conduta básicos para sua empresa começar a traçar uma estratégia de Conversation Marketing?

1. Entenda que o marketing de conversação é parte mais geral de sua estratégia de marketing de relacionamento, mas que pode cada vez mais estar a serviço da conversão esse entendimento de que a venda é o objetivo final a ser atingido dá uma nova perspectiva ao uso das ferramentas tecnológicas a disposição das empresas para manter a conversação permanentemente ativada com seus usuários e consumidores;

2. Peça a suas equipes de tecnologias para investigarem no mercado quais as ferramentas e plataformas disponíveis e escolha aquela ou aquelas que mais se adequem ao seu orçamento e objetivo estratégicos;

3. Treine uma ou duas pessoas da sua equipe para que atuem diretamente nessa área de sua estratégia de engajamento e conversão;

4. Faça testes incansavelmente para descobrir a melhor forma de estabelecer diálogos que de fato resultem em conversão no final do funil… esse aprendizado é vital para o sucesso das estratégias se Conversation Marketing;

5. Experimente diversificadas atividades em seu marketing de conversação, desde a distribuição de conteúdos e serviços para seu o público-alvo, até a conversa via sms e mecanismos de chat em tempo real, fazendo ofertas relâmpago com promoções únicas.

E para o que ele pode ser usado?

1. Pesquisas de preferência

2. Programas de fidelidade

3. Construção de relacionamentos

4. Ofertas e promoções

5. Otimização de Vendas

Há muito mais sobre Conversation Marketing a aprender. Nós aqui no Innovation Insider vamos voltar ao tema com frequência para cobrir as eventuais lacunas do seu conhecimento e ajuda-lo na implantação de práticas nessa hoje cada vez mais importante disciplina e estratégia do marketing moderno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Computing, cognition and the future of knowing

Artigos Relacionados