Como convencer o diretor de marketing de que sua agência é o máximo.

Por Pyr Marcondes | 10 outubro 2016

Este artigo foi originalmente publicado por mim no site ProXXIma e é dirigido para executivos de agências de propaganda. Para você, leitor do Innovation Insider, serve como uma lógica às avessas, ou seja, serve para entender como agências poderiam interagir melhor com as áreas de marketing da companhia. É olhar o mercado como se você estivesse sentado do outro lado da mesa.

Comece admitindo que sua agência não é a última bolacha do pacote, exatamente o contrário do que você normalmente faz. Diretores de Marketing não gostam e nem acreditam que você é de fato tudo isso. Aliás, eles sabem perfeitamente que sua agência nunca será perfeita e que não é, nem será, mesmo, a última bolacha do pacote.

Então, comece baixando a bola e admitindo que você não resolve todos os problemas dele e que está pronto para trabalhar com as demais agências que atendem a conta dele. O trabalho em mutirão está cada vez mais virando padrão. Mais do que antes. Porque as disciplinas se multiplicaram e o coitado do marketing do cliente tem que lidar com um número muito maior de tarefas e controles.

Depois, em compensação, mostre no que você é fodão (ou fodona). E para isso, por favor, você obviamente tem que ser fodão (ou fodona), de fato em alguma coisa. Ou até em várias coisas. Ok. Mas o ponto aqui não é nem sua excelência naquilo que você é excelente, mas a sua capacidade de entender os desafios e pepinos que o cara que paga a sua conta e a de todo o mercado publicitário enfrenta, lá do lado dele. É aí que você tem que ser fodão, ajudando-o a descascar os pepinos.

Tudo bem que você ganhou dezenas ou centenas de leões, mas hoje isso só não basta mais. Ganhar prêmios é e será sempre mega-importante. Para sua empresa e também para o cliente. Embora muitas vezes ele faça beicinho blazé de que prêmio não é importante. É claro que é e ele gosta de trabalhar com agências que ganham prêmios. Tem ego do lado de lá também, acredite, não é só do seu lado não (rs).

No entanto, a história de que “fazer boa propaganda” apenas resolve, não é mais bem assim. Boa propaganda funciona e sempre funcionará. Mas caramba, você se chama agência de propaganda e seu diferencial é fazer boa propaganda? Jura? Ora, se você não for bom no que se propõe a fazer está fazendo o que, afinal, no mercado?

Você tem que fazer boa propaganda não porque você é fodão, mas por pura e mera obrigação competitiva com as demais agências do mercado e com sua própria consciência. Se você é uma agência de propaganda e não entrega boa propaganda vai pra casa dormir, para nunca mais acordar.

Claro que há agências de propaganda que entregam boa propaganda melhor que a boa propaganda da concorrência. Mas essa não se chama boa propaganda, ela se chama melhor propaganda. É a propaganda de muito poucas agências do mercado, no Brasil e no mundo. As geniais. Aquelas que construíram e seguem construindo as maiores e mais valiosas marcas do mundo. Se o modelo de negócios dessas agências fosse, em vez de BV, um equity do negócio de seus clientes, elas seriam ainda mais ricas e rentáveis do que são, aposto.

Então, para convencer o diretor de marketing de que você e sua agência são o máximo, você tem que fazer a melhor propaganda, mas hoje tem também que gerar resultados. Não resultados de comunicação, tipo, número de views de um vídeo no You Tube. Mas contribuir para mexer o ponteiro dos negócios dele.

A função primordial de um bom diretor de marketing não é fazer bom marketing. Nem boa propaganda. Isso também é obrigação. A função primordial de um bom diretor de marketing, e hoje muito mais do que antes, é entregar resultados que mudem os resultados da companhia. No bottom line. Será por essa entrega que ele será julgado dentro da organização e será pelo quanto sua agência for capaz de ajudá-lo nesse desafio que ele vai julgar você também.

Então, resumindo, para provar que sua agência é o máximo, seja humilde, mas seja o humilde mais fodão do Planeta propaganda. Estude de verdade o negócio do seu cliente e, bem além de apenas boa propaganda, ajude-o a entregar bons resultados. Aí, mata!

E enquanto você estiver entregando direito e com competência real todo esse combo, ele vai ser seu cliente fiel para sempre. E isso sim será o máximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Entregando uma experiência mais inteligente de shopping com Predictive Analytics

A experiência de compras do seu consumidor pode ser mais inteligente e amigável, assim como a sua própria gestão nos ambientes de vendas online. O segredo para isso é usar dados de Predictive Analytics de forma eficaz. Veja como neste White Paper.

Entregando uma experiência mais inteligente de shopping com Predictive Analytics (202 downloads)

Artigos Relacionados