Cloud, Mobile, Cognitive e IoT são os temperos da Inovação

Por Henrique von Atzingen | 29 fevereiro 2016

Estou no Interconnect em Las Vegas, o maior evento sobre Cloud, Mobile, Cognitive e IoT do ano. Mais de 22 mil pessoas estarão aprendendo como usar essas tecnologias para tornar suas empresas inovadoras digitais.

Sim, desde que o Netflix destronou a Blockbuster, ou desde que o AirBnB passou a ter mais quartos que a cadeia Hilton, ou desde que o Uber passou a valer mais que muitas montadoras de automóveis, o termo “disrupção” vem sendo usado para todos os lados.

Em uma apresentação muito legal, Chumka Mui falou que a inovação está diretamente ligada a aproveitar os espaços vazios de melhoria da experiência dos clientes. E, para ajudar a empresa a inovar, é preciso pensar grande, mas agir pequeno. Seu discurso está muito ligado aos conceitos de MVP vistos no livro “The Lean Startup”. Hoje foi o primeiro grande dia do Interconnect. Pude ver várias apresentações e, melhor, pude conversar com vários clientes e ver sob o olhar deles o que estão aprendendo aqui. Em uma conversa com uma empresa canal da IBM de desenvolvimento mobile, ficou claro que, para ela, a palestra mais excitante foi a da Apple sobre a abertura da linguagem Swift (open source). A decisão tomada pela Apple confirma o poder que a comunidade Open Source tem e a importância do conceito de crowdsourcing.

Pessoalmente, eu gostei muito das apresentações que unem Mobile com IoT e Cognitive. Para mim, esses três ingredientes misturados de forma a gerar valor podem mudar toda uma indústria para sempre. A Internet das Coisas vai quadruplicar nos próximos anos a quantidade de dados gerados.

Screen Shot 2016-02-29 at 12.15.57

Todos esses dados poderão (e deverão) ser analisados em tempo real por computação cognitiva. Isso vai ajudar a tomar decisões na hora certa.

O caminho para que os três ingredientes acima possam ser misturados é a Cloud. E quando digo Cloud me refiro a uma Cloud Híbrida. Mas o que é uma Cloud Híbrida? É um ambiente que pode ser composto por Clouds públicas e Clouds privadas, dentro ou fora do datacenter do cliente. Essa flexibilidade de escolha é fundamental para que cada tipo de sistema ou solução rode no melhor lugar possível. Sem a Cloud, IoT, Mobile e Cognitive ficariam capengas. Sim, capengas.

Para finalizar o dia, tive o prazer de poder conversar com o Pepper, o robô da IBM que possui capacidade cognitiva. Ele respondeu às minhas perguntas como se fosse meu melhor amigo. E, quando perguntei se gostava de dançar, ele fez sua performance de “Gangnam Style”.

O Pepper estará presente em lojas e bancos e vai ajudar no atendimento às pessoas. Com capacidade cognitiva, ele vai saber atendê-lo da melhor forma possível sempre.

Admirável mundo novo esse, onde robôs dançam e todas as coisas conversam pela internet…

Estarei publicando ao vivo no Twitter, você deveria me seguir em: @hvon

Casa queira ver algumas imagens do evento, pode conferir o vídeo em:

https://youtu.be/eDsqKe7bPls

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

O Novo Guia dos CMOs

Estudo mostra principais desafios, oportunidades e tecnologias fundamentais para os líderes de marketing contemporâneos[Download não encontrado.]

Artigos Relacionados