Home Notícias Artigos Cidades Inteligentes tem a ver com Marketing? Opa! Tem e muito!

Cidades Inteligentes tem a ver com Marketing? Opa! Tem e muito!

912
0

Quando, em dois ou três anos, o 5G começar a entrar em nossas vidas de forma mais evidente e prática, veremos uma série de iniciativas no sentido de tornar as cidades mais inteligentes através da conectividade exponencial que a nova plataforma da telecom irá anos propiciar.

Isso já começa a acontecer em algumas cidades aqui mesmo no Brasil. A Prefeitura de São Paulo tem um aplicativo que analisa concentrações de trânsito em áreas específicas da metrópole e, o mesmo app, possibilita as pessoas a denunciar crimes que testemunhem. De posse desses dados os administradores urbanos criam mapas de calor e conseguem visualizar onde agir e onde prevenir. É um device de uma cidade inteligente.

Pois iniciativas como essas e tantas outras, como a ideia de colocar câmeras de monitoramento em todas as cidades, por exemplo, ou integrar os dados de uso de transportes urbanos com políticas de descontos aos usuários, ou ainda fazer com que os carros tenham chips identificadores que auxiliem sua identificação pelos administradores de trânsito, e tantas outras possibilidades mais, estarão, enfim, presentes em breve no nosso dia a dia. E o marketing pode, sim, cooperar nessas novidades.

Uma empresa de seguro brasileira está bastante ativa nesse ambiente das cidades conectadas, promovendo iniciativas que melhorem a vida urbana. Mas outras poderão também se valer desse inédito grau de conexão para oferecer serviços de suporte a melhoria da vida urbana.

Uma oportunidade de ouro de conversar com os cidadãos e ter com eles uma relação de cumplicidade e otimização de benefícios os mais diversos.

Não estamos falando de mídia, estamos falando da construção de relacionamentos e de comunidades. Algo que as marcas deverão cada vez mais se aprimorar em fazer daqui para frente.

Veja esta reportagem da Ad Week sobre cidade conectadas e como o marketing pode fazer parte dessa nova realidade.

Clique aqui e leia na íntegra.

Previous articleFAST STAT: Previsão de vendas agora não é mais um chute
Next articleFAST STAT: Cross-sell e Up-selll otimizados: tasca tecnologia, que funciona
Pyr Marcondes é jornalista, consultor e autor. Foi repórter da revista IstoÉ, Jornal da Tarde e Playboy. Foi diretor editorial para o Grupo Meio & Mensagem desde a década de 90. Foi Sócio e Diretor de Criação na agência de publicidade Grottera & Cia. (TBWA) durante 10 anos. Foi Country Manager do portal StarMedia no Brasil. Co-fundador e CEO da Digital Strategy, consultoria pioneira em marketing e comunicação digital no País. Co-Fundador e Diretor de Marketing da FUN Generation, empresa de mobile marketing. Co-Fundador e Diretor da Superbrands Brasil (2005/2009). Consultor adjunto da BrandFinance, consultoria de marcas inglesa (2004/2005). Foi Diretor-Geral da Plataforma Proxxima, de marketing e comunicação digital do Grupo M&M. É hoje Diretor Geral da M&M Consulting, empresa de consultoria e negócios para a indústria do marketing digital. Pyr Marcondes é autor de inúmeros livros sobre história da propaganda e sobre marcas. É hoje referência na indústria digital brasileira. É palestrante, membro de conselhos e consultor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here