Apple Watch? Talvez os AirPods possam ser o wearable No. 1 da Apple

Por Innovation Insider | 05 julho 2017

Artigo da revista especialziada Madison levanta a questão: os AirPods poderão vir a ser a aposta número um da Apple no setor de wearables.

A maior parte das pessoas apostaria no Apple Watch, mas ele é um aparelho caro, que ainda não exatamente decolou para ser chamado de mainstream. E muitos sequer colocariam os AirPods como wearables, já que não passam de fones de ouvido sem fio. Mas a Apple sim e, de fato, eles são “usáveis”, uma vez que os colocamos em nossos ouvidos.

Para dar suporte a essa sua hipótese, a revista cita Gene Munster, investidor e conhecedor do setor. Munster argumenta que os AirPods continuarão a evoluir e, eventualmente, produzirão o que ele define como “áudio aumentado”, uma versão em áudio da realidade aumentada. Dentro de alguns anos, estima ele, os AirPods poderão ser maior do que o Apple Watch em termos de receita para a Apple.

Segundo as estimativas de Munster, a receita da AirPods poderia igualar a receita da Apple Watch no ano fiscal de 2022 e os preços médios de venda poderiam crescer mais para cerca de US $ 200 (em comparação com o atual preço de US $ 159), à medida que a Apple der um push do conceito de “áudio aumentado”.

Pode parecer contra-intuitivo que um acessório portátil possa ofuscar o primeiro smartwatch da Apple, considera a publicação. Mas pondera que os dois mercados têm portes diferentes, uma vez que o segmento de fones de ouvido, pelo preço médio de cada unidade e hábito já altamente difundido entre usuários, é consideravlmente maior do que os de smart watches.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Jornada do consumidor: como mapear hábitos e comportamentos no ambiente digital

Este White Paper traz dados e métodos para acompanhar o mapa netnográfico dos internautas para potencializar ações de marketing nos canais online.

Artigos Relacionados