Afinal, porque usar dados e analytics?

Por Pyr Marcondes | 20 junho 2017

O uso de dados e das análiseS que geralmente se seguem a eles vem transformando a performance (para melhor) de empresas em geral. É por isso que é fundamental usar dados e analytics. Simples assim.

Muito embora essa pareça uma verdade indiscutível, há ainda muitos gestores de marketing em dúvida sobre ela. E há outro tanto em dúvida de como usar.

Então, aqui coisinhas básicas para deixar essas dúvidas de lado e para você enfiar fundo a mão na massa no uso de dados e analytics logo.

Pergunte, antes de responder. Quer dizer: que dados você, sua marca, sua empresa, de fato, precisam? Tem muito dado e muita análise de dado por aí. Qual escolher?

A resposta a essa dúvida primal está diretamente ligada aos objetivos estratégicos e de negócios da sua companhia e de cada marca em particular. Aliás, para ir até um pouquinho mais atrás, dados e analytics podem, eles mesmos, definir ou redefinir antes os próprios objetivos estratégicos e de marca da sua empresa.

Então, o que você precisa é iniciar conhecendo dados e analytics um pouco mais. Saber que tipo de dados e análises estão disponíveis e para que eles servem. Essa tarefa não é simples, mas está longe de ser complexa. Há cursos online para isso, há livros e artigos na internet. Procure, se informe sobre eles. Sem medo, nem vergonha.

Saber esse basicão é vital para começar. Bom, isso feito, aí sim você pode começar a usar dados até para definir e ajustar melhor o foco de seus objetivos estratégicos e de negócios.

Esse tipo de dado mais macro, leva a outra família de dados, mais pontual e específica. Qual é seu público? Qual seu perfil? Quem tem esses dados são as DMPs. Consulte as que existem no mercado e veja suas apresentações. Daí escolha a sua e os dados e perfis que precisa pedir a ela.

Em seguida você vai precisar de dados e analytics para suas ações operacionais de mercado propriamente ditas e aí há outras coleções de dados que você precisa consultar.

Alguns podem estar dentro de casa, são os dados de mercado e de consumo que sua própria empresa pode ter. Chamam-se first party data porque são dados primários da própria companhia. Mas eles sozinhos podem não ser tão úteis assim. Precisam ser enriquecidos pelos dados das DMPs e, quem sabe, por dados mais completos e diversificados disponíveis em mercado, que são os thrid party data.

Esses bancos de informações são aglutinados por várias plataformas que operam dados no mercado. Uma vez mais, você precisa ir atrás da sua. Peça apresentações e junto com sua equipe que entenda de data & analytics escolha sua ou suas parceiras.

Aí você precisa colocar seus projetos e/ou campanhas na rua, e de novo você vai precisar de outros tipos de dados, que dizem respeito a performance. Você terá que ter acesso a dados de performance de suas campanhas e de suas vendas, são famílias de dados conexos, mas diversos entre si.

De novo, você precisa que seus provedores de dados de performance forneçam relatórios de anaytics que lhe façam entender o que está acontecendo com cada peça da sua campanha ou com cada ação de seu projeto de marketing.

Há ainda complementarmente os dados que chamamos de SEO, são dados de busca. É indispensável saber se as pessoas estão procurando e achando seus produtos e suas peças de comunicação, seus sites de destino, seu e-commerce. Para isso serve o SEO.

Por fim, há empresas de data science que juntam tudo isso em dashboards únicos, muitas vezes em tempo real, que mostram o cruzamento desses dados todos.

Mas só isso não basta. Dados não contam tudo sozinhos, eles precisam de análises de áreas de Business Intelligence, que extraem valor e deduções práticas para que os dados ganhem sentido e possam orientar decisões estratégicas e de negócios de fato.

Bom, tudo isso é a função dos dados e dos analytic. Se você não dominar essa arte científica com excelência, uma certeza você já pode ter: estará perdendo share, investindo sua verba de marketing errado, desperdiçando recursos e, quem sabe, dia desses, tomando um puxão de orelha do chefe, do seu consumidor ou até do seu concorrente.

Melhor começar ontem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

Como usar Analytics para conseguir os melhores consumidores.

Artigos Relacionados