Home Notícias ABRADI lança Guia de Compras de Comunicação Digital

ABRADI lança Guia de Compras de Comunicação Digital

105
0

AABRADi – Associação Brasileira de Agentes Digitais – acaba de lançar um conteúdo inédito para o mercado, o Guia de Compras de Comunicação Digital, que busca auxiliar empresas privadas e públicas na criação de concorrências eficientes para contratar serviços digitais. Acesse aqui para o download gratuito do Guia de Compras de Comunicação Digital.

“No setor privado, assim como no público, é comum a existência de processos de concorrência fadados ao insucesso. Em alguns casos o escopo não é bem definido, em outros falta a relação detalhada dos entregáveis. Em alguns, há problemas de entendimento do briefing, etc. O desperdício de tempo e energia dos dois lados, compradores e fornecedores de serviços, é grande. O Guia estabelece passos para um processo de concorrência mais produtivo e baseado em critérios, transparência e comunicação constante”, declara Carolina Morales, diretora de relacionamento com clientes na iComunicação e vice-presidente da ABRADi.

O conteúdo do Guia de Compras de Comunicação Digital foi desenvolvido pelo Comitê de Procurement  da ABRADi, formado por especialistas em concorrências digitais das empresas Becabiz, Creative House, E/OU-MRM,  Grupo Digital Business e iComunicação. Durante alguns meses, os especialistas se reuniram para avaliar que critérios e metodologias seriam mais indicados aos processos de concorrência.

“O país vive um cenário em que a transparência e estruturação dos processos são cruciais para a tomada de decisão. E a ABRADi está dando a sua contribuição”, afirma Beatriz Ayrosa, CEO da Becabiz e líder do Comitê de Procurement da ABRADi.

 

O Guia traz modelos práticos de como definir o escopo do trabalho e entregas esperadas, o que funciona melhor para cada tipo de negócios, dicas de como avaliar o agente digital ideal para a sua empresa e traz exemplos de processos que geram melhores resultados. Ele ajuda ainda na pré-seleção e mapeamento de possíveis fornecedores, auxilia na montagem do convite aos participantes e como elaborar um bom briefing.

“Antes de uma empresa sair com um processo de concorrência, a área demandante deve deixar muito clara, qual é a necessidade. Muitas vezes isso não acontece. E tudo bem se a empresa não souber, ela precisa dizer qual é seu objetivo de negócios e construir o escopo em conjunto com o fornecedor.  Por isso, dedicamos um capítulo para falar da construção de um escopo, item fundamental do processo”, conta Beatriz.

Para o Setor Público, o Guia traz duas perspectivas. A primeira traz um modelo que já está em prática há 10 anos de aquisição de Comunicação DIgital. O Guia apresenta além deste histórico, os acórdãos e decisões judiciais que indicam que esse modelo é o mais indicado.

A segunda apresenta as principais dúvidas que um agente digital pode ter ao fornecer serviços e produtos de comunicação digital ao governo. Do ponto de vista do agente digital, o Guia de Compras de Comunicação Digital mostra onde buscar concorrências vigentes do setor público, bem como oferece dicas de como se habilitar para uma disputa no setor público (cujas concorrências são regulamentadas).

Aqui assista depoimentos importantes de experts sobre a relevância do Guia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here