3 previsões de como a Internet das Coisas vai transformar seu negócio

Por Pyr Marcondes | 19 janeiro 2017

Varejo/Compras – Os consumidores vão fazer suas compras no ponto de venda através de telas e cada vez menos através de contato com pessoas. A riqueza visual e lúdica da experiência interativa vai transformar o consumo nas lojas num game. Por trás das telas multi-touch, sofisticados sistemas de captação de dados dos consumidores e integração com o back office de armazenamento e logística. A compra poderá ser apanhada no próprio ponto de venda ou entregue em casa. Quem sabe por um drone ou por um robô.

Wearables – Parte importante do mundo da Internet das Coisas, os “usáveis”, ou seja, aparato de uso pessoal, no corpo, conectados, serão cada vez mais normais no dia a dia e isso aumentará exponencialmente a possibilidade de contato um a um, incrementando a experiência da personalização como nunca antes.

Dados e Mensuração – Como ficou claro nos itens anteriores, a Internet das Coisas tem seu front end e seu back end. No back end, como dito acima, teremos a possibilidade de capturar dados e informações das pessoas, no front end, e fornecer dados e informações para as áreas de gestão interna das companhias. Essa possibilidade torna, por um lado, a necessidade de gestão de dados em algo até hoje inimaginável. Big Data talvez nem seja mais a expressão para esse novo potencial e o novo volume de dados a disposição e que terão que ser manipulados. Por outro, aumentarão o grau de precisão e acuracidade das informações tanto sobre o consumidor e usuário, como no back end das companhias.

Comentários

  1. Marcos Eduardo Pedro disse:

    Exatamente como eu penso, o futuro da technologia humana esta cada vez mais evidente em nosso consumo, cada empresa irá propor seu atendimento e ai que tudo irá fazer a diferença, o mercado esta propondo dia a dia muita inovação, não vai bastar apenas colocar uma maquina de compra como ponto de venda, não será apenas um toque no touch que vai fazer toda diferença e sim colocar o consumidor onde ele quer estar, ter os dados alinhado a gostos, interesses e principalmente comportamento são informações valiosas mais precisamos mesmo colocar cada cliente em seu devido lugar, com mais realismo virtual.

  2. Para que a internet das coisas possa realmente ser um tecnologia inovadora para as empresas elas devem ter em mente que somente coletar os dados de sensores quaisquer, e enviar para uma nuvem é apenas o começo da jornada.
    O passo seguinte é utilizar os recursos de computação cognitiva e gerar valor, essa será a moeda de troca da IOT.
    Precisamos fazer a jornada do herói para transformar o IOT em realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

White Paper relacionado


Marketing

eBook: Guia de Inbound Marketing para otimizar leads e aumentar vendas

Guide to Leverage Inbound Marketing to Generate Leads and Grow Your Revenue!

eBook: Guia de Inbound Marketing para otimizar leads e aumentar vendas (421 downloads)

Artigos Relacionados